Dalai Lama é rico?

dalai-lama-a-arte-da-felicidade-300x206

Dalai Lama é rico? Para responder essa pergunta, precisamos viajar ao cerne do significado de riqueza e perguntar. O que é riqueza?

Para o psicólogo L. Michael Hall, um dos meus gurus, o coração da riqueza é…

“Criar ou adicionar valor que satisfaça as necessidades das pessoas num certo nicho ou contexto.  Faça isso e o dinheiro virá naturalmente como consequência”.

(livro Inside Out Wealth, pg.75).

Brilhante, simples e poderosa definição, enriquecedora de significados e possibilidades.

E daí segue a pergunta… O que é valor?

É tudo aquilo que valorizo na minha vida, os chamados “fatores apetitivos”, aquilo que me atrai visceralmente, que aumenta meu apetite, do que eu quero me aproximar na vida, que eu quero ter e ser e viver e saborear mais e mais em minha vida.

Afastar-me  arrowsAproximar-me

Que tal parar tudo o que está fazendo agora e responder para si mesmo ou mesma o que você quer mais em sua vida?

Minha lista de coisas que valorizo incluiria algo como:

APROXIMAR-ME DE…

  • minha família
  • meus amigos
  • viajar pelo mundo
  • cultura
  • prazeres sensoriais
  • um bom vinho, cerveja, gastronomia
  • arte – cinema, teatro, pintura, exposições
  • liberdade financeira – não precisar mais trabalhar para viver
  • etc
  • (faça a sua lista aqui…)

Agora, o passo seguinte é dividir essa lista em duas partes: a parte que você quer mais que ocorre DENTRO de você, através de sentimentos, sensações, pensamentos e emoções, e a parte que ocorre fora de você : comportamentos e experiências externas

Exemplo.

FORA

  • viagens
  • casa própria de frente pro mar
  • praticar artes marciais
  • correr na praia
  • contato com natureza
  • literatura

DENTRO

  • alegria
  • prazer sensorial
  • paz
  • tranquilidade
  • segurança
  • amor
  • romance
  • tesão
  • otimismo
  • criatividade
  • novas idéias

Agora, procure associar e relacionar o que as experiências, coisas e atividades FORA proporcionam DENTRO.

Exemplo:

FORA

  • apartamento próprio 3 quartos de luxo de frente para o mar em Ipanema

DENTRO

  • segurança, realização, orgulho, prazer sensorial, tranquilidade, paz

 

Outro exemplo:

FORA

  • Viagens por cidades antigas e exóticas do mundo

DENTRO

  • cultura
  • memórias agradáveis
  • savoring – saborear o momento presente
  • prazer sensorial
  • conexão com as pessoas

 

Como talvez você já tenha percebido, as experiências, coisas e atividades fora só são valiosas e valorizadas por nós porque nos proporcionam essas emoções, sensações e estados agradáveis e apetitivos que queremos sentir MAIS e MAIS em nossa vida.

EM outras palavras, queremos essas coisas e experiências pelo VALOR INTERNO que adicionam em nossas vidas.

Essas experiências externas enriquecem nossas vidas, aumentando nossas experiências positivas INTERNAS.

Outras conclusões podemos depreender a partir daí?

Que o que buscamos, no final de contas, são emoções positivas: AMOR, ALEGRIA, SURPRESA (agradável, e não susto…rs), que são as emoções básicas…

E os chamados “meta-estados”, que são emoções mais sofisticadas, emoções básicas misturadas com outras camadas de emoções e significados mais complexos e profundos criados pela nossa mente, como PAZ, CONTENTAMENTO, SEGURANÇA, AUTOESTIMA, PAIXÃO, ENLEVO, CONTEMPLAÇÃO, EXTASE, CONEXÃO, AUTO-REALIZAÇÃO.

Agora, vamos acrescentar uma outra dimensão a esses valores positivos internos que queremos em nossas vidas, a das NECESSIDADES.

Podemos pensar que uma grande parte dessas sensações e emoções positivas advém de conseguirmos satisfazer, no todo ou em parte, nossas necessidades humanas básicas. Nos ensinou Abraham Maslow:

 

Valorizamos qualquer experiência externa que, de alguma forma, nos aproxime de satisfazer essas necessidades básicas.

Estamos geneticamente programados pela evolução para ter um apetite visceral por isso, para ansiar e desejar isso mais que tudo.

E quando temos essas necessidades satisfeitas, quando sentimos que essas necessidades satisfeitas, nos sentimos ricos internamente.

Então, criar riqueza começa na MENTE, por APRECIAR o que já experimentamos no momento presente.

Sugiro que pare tudo agora e simplesmente se permita experimentar a sensação de apreciar, valorizar, reconhecer o valor do que, no AQUI E AGORA, você experimenta DO LADO DE FORA, que te aproxima da satisfação de suas necessidades INTERNAS e te fazem experimentar EMOÇÕES E SENSAÇÔES positivas, agradáveis, prazerosas.

Faça isso em cada dimensão da pirâmide de Maslow.

Exemplo:

  • Fisiologia – o ar que você respira, ter sexo regular, conseguir ter uma noite de sono, estar fisicamente saudável, ter acesso a água potável, comida de qualidade…
  • Segurança  – ter uma casa para morar, renda de um emprego, etc
  • Amor/Relacionamento – ter um parceiro amoroso que te ama, amigos que te fazem sentir bem, etc
  • E assim por diante.

Você irá perceber que, em algum grau, você já pode reconhecer valores ou zonas de riqueza em sua vida. Você já começou a se perceber experimentando a RIQUEZA  em sua vida no aqui-e-agora? E se pudesse começar a perceber,como seria?

E o que você e eu podemos fazer AGORA é refletir em tudo o que podemos FAZER para nos APROXIMAR MAIS e MAIS daquilo que satisfaz nossas NECESSIDADES e DESEJOS, que AUMENTA as nossas EMOÇÕES POSITIVAS, que ENRIQUECEM nossas vidas.

O próximo passo é ENRIQUECER essa lista valiosa com tudo o mais que queremos MAIS para nossa vida, que irá enriquecê-la, satisfazer nossas necessidades em cada nível da pirâmide de Maslow.

Lembre-se sempre de separar a lista em DENTRO e FORA. A parte de DENTRO são nossos VALORES internos. A parte de FORA são as coisas, experiências, pessoas, situações, comportamentos, ações do lado de fora,que nos aproximam desses VALORES internos.

FORAarrowsMAIS VALOR


 

DENTROarrowsMAIS VALOR

Sugiro que, depois de criar sua lista, faça a seguinte reflexão: quais os 20% das coisas e experiências do lado de FORA que respondem por 80% da satisfação das suas necessidades, desejos e valores DENTRO? (para quem não sabe, este é o princípio de Paretto: 20% das causas respondem por 80% dos resultados)

80-20_Rule_Blog_640x440.jpg

Para mim, por exemplo, essa lista menor 20-80 incluiria passar tempo de qualidade com minha família, viajar por cidades exóticas, aprender sobre Psicologia, ajudar as pessoas através do coaching, palestras e terapia…

Agora é sua vez. Elabore sua lista 20-80 de experiências  FORA que mais aumentam suas emoções positivas DENTRO…

Mais disso tudo em outros posts, ok? Vou aqui apenas introduzir a pergunta de ouro, que não quer calar:

ok, já entendi o que me enriquece internamente e que adiciona valor para minha vida. Mas e como ganho mais dinheiro para satisfazer essas necessidades internas? 

Estava esperando você perguntar. Dizendo rápida e rasteiramente, é adicionando valor para outras pessoas (tudo o que elas querem experimentar mais em suas vidas) de tal forma que elas estejam dispostas a pagar um preço por isso. PRONTO, FALEI.

Em outras palavras: sendo expert em criar para as outras pessoas EXPERIÊNCIAS EXTERNAS (produtos e serviços) que as APROXIMEM de sentir as EXPERIÊNCIAS INTERNAS que elas querem MAIS , dessas emoções positivas, que advêm da satisfação de suas necessidades básicas e desejos.

Tem muito mais do que isso, mas não quero cansar vocês demais. E agora é hora de praticar esses conceitos todos, que tal?

E para concluir, quero que você mesmo responda: à luz dos valores do próprio Dalai Lama, ele é rico? E você?

Um abraço cheio de apreciação e emoções positivas!

Anúncios
Dalai Lama é rico?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s